Criacionismo! Amém!

Dr. Kent Hovind foi professor de ciência por 15 anos e depois fez um PhD em educação. Ele adora ensinar, mas acabou percebendo que algumas informações que os livros escolares americanos apresentam são falsas, e agora se sente no trabalho de divulgar as “mentiras” e a razão dessas informações estarem em livros e sendo ensinadas para as crianças.
Agora ele vive fazendo seminários por aí (nos EUA, lógico!) apresentando seu ponto de vista…
Eeste vídeo é uma de suas palestras, onde ele critica a teoria da evolução. Muitas pérolas aparecem, eu senti a necessidade de escrever algumas aqui:
“Na época da criação os homens viviam até 900 anos pq as condições do Jardim do Éden eram diferentes das de hoje”
“A teoria da evolução é o plano de Satan pra dominar o mundo”
ókei…
Fora as coisas que ele fala dos dinossauros…

Recomendo fortemente que vcs assistam ao vídeo, mas pode ser só até os 4min, até a hora que o pessoal bate palmas! Depois vira uma baboseira bíblica só!

E Amém!!

11 opiniões sobre “Criacionismo! Amém!”

  1. nossa… a única coisa que eu consigo pensar depois de ver isso é: O QUE???? WHAT????? WHAAAAAAT?????
    screw you guys… I’m going home…

  2. http://en.wikipedia.org/wiki/Kent_Hovind

    Esta cumprindo pena de 10 anos.

    “Kent Hovind has had several contacts with law enforcement, including charges of assault and battery, falsely declaring bankruptcy, making threats against federal officials, filing false complaints, failing to get necessary building permits, and various tax-related charges. He has been convicted of federal tax and related charges and is currently serving a 10-year sentence for these.”

    Nada como um bom cristão…

  3. hahahahaha

    “A teoria da evolução é a filosofia que sustenta o comunismo, mmarxismo, nazismo e a nova ordem mundial, que servem para que Satã, domine o mundo”
    Esse é o tipo do cara que deveria usar um chapéu de burro no canto da sala para que as pessoas pudessem atirar escrementos nele…

  4. criacionismo e divinismo
    TEORIA DA BIOLOGIA GRACELIANA 1

    Quarta-feira, 3 de Dezembro de 2008
    TEORIA DA BIOLOGIA GRACELIANA
    http://teoriadebiologiagraceliana.blogspot.com/

    TEORIA DE BIOLOGIA GRACELIANA.

    TEORIA DO PODER VITAL.

    ORIGEM E PROGRESSÃO DA VIDA.

    VITALOGIA CRACIONISTA – DIVINISMO.

    DIRECIONAMENTO VITAL. PSICOVITALISMO.

    APRIMORAMENTO CELULAR.

    Autor. Ancelmo Luiz Graceli.

    Brasileiro, professor, pesquisador teórico, graduado em filosofia.

    Endereço – rua Itabira, numero cinco, Rosa da Penha, Cariacica, Espírito Santo, Brasil.

    Trabalho registrado na Biblioteca Nacional.

    ancelmoluizgraceli@hotmail.com

    http://ancelmoluizgraceli.blogspot

    Colaboradores.

    Márcio Piter Rangel.

    DO QUASE NADA TUDO PODE SURGIR – EXCETO DEUS. POIS É O ÚNICO ABSOLUTO.

    A vida é uma vontade, um poder um direcionamento. A vida não é matéria, não é mecanicista.

    PSICOBIOCRACIONISMO E PSICOVITALCRACIONISMO.

    Primeira parte.

    TEORIA DO PODER NA ORIGEM DA VIDA, DAS ESPÉCIES E DA MENTE.

    O SER VIVO [A VIDA] É NA VERDADE O UNIVERSO DE PODERES VITAIS, PSÍQUICOS, FUNCIONAIS, BIOQUÍMICOS E BIOFÍSICOS QUE OCORREM DENTRO DE UMA ESTRUTURA VITAL, E QUE ESTÁ PROGRAMADA PARA TRANSCENDER-SE AOS DESCENDENTES. E ESTÁ PROGRAMADO PARA CONSTRUIR DEFESAS E ATAQUES A QUALQUÉR INVASOR A PLENITUDE DO FUNCIONAMENTO VITAL E DE SUA TRANSCENDÊNCIA. LOGO, O QUE EXISTE É A VITALIDADE NA SUA PLENITUDE FUNCIONAL E TRANSCENDENTE REGIDA POR PODERES, VONTADES E AUTODIRECIONAMENTO.

    Logo, em vez de falarmos em ser vivo ou espécie devemos falar em universo vital de funcionalidade, poder e transcendentalidade.

    O SER SE APRIMORA E EVOLUI DE DENTRO PARA FORA E NÃO O CONTRÁRIO.

    Cracionismo – o ser não surge do acaso, mas sim de poder divino, vital e psíquico.

    O corpo vitológico se desenvolve com o poder divino e vital – cracionista, enquanto o espírito nasce da união de duas vidas, que se prolonga após a existência vital.

    E o espírito e a alma nascem diretamente do poder de Deus.

    A junção de duas vidas diversas produz um novo ser, com vontades, mente, e nova alma e espírito.

    O ser vivo não um produto de uma evolução, mas sim de uma vitalização com direcionamento psíquico vital, sensitivo, mental, estrutural, funcional, metabólico e psíquico transcendental.

    O PODER VITAL É UMA DÁDIVA DE DEUS.

    O ser mesmo produzindo modificações na sua forma fisica, na essência ele é o mesmo, possui dois olhos, nariz, boca, sentidos, funções metabólicas, células produzindo energia, coração e glândulas e outros órgãos com funções iguais entre espécies diferentes. Ou seja, na essência o ser vivo é o mesmo até na sua forma de poder vital e transcender para outro ser vivo.

    A VIDA NÃO NASCE, MAS SIM TRANSCENDE E SE PROLONGA NA FORMA DE OUTRA VITALIDADE E OUTRO CORPO, QUE É O SER VITAL TRANSCENDIDO.

    Ou seja, o ser vivo é único, mas as espécies são varias. O ser vivo não nasce, mas sim é transmitido de um para o outro.

    A vida possui a sua própria vontade e racionalidade de funcionar e transcender. Com isto voltamos a Deus como criador da vida pelo poder divino e pelo poder vital, para a vida manter-se na sua essência de ser e de se transmitir.

    O próprio ato de mudança de alguma função, metabolismo, produção de hormônios, órgãos e membros, ou diferenciação psíquica é decorrente do poder vital.

    UNIVERSOS DE PODERES.

    Existe um animal que produz clorofila para ajudar nos seus processos vitais, com isto se conclui que a vida animal surgiu da vegetal. Ou seja, a vida é um processo de vontade e poder, e como a matéria bruta não possui a capacidade de produzir a vida e a mente, logo, onde deveria haver matéria bruta e espaço existe vida, poder, vontade, mente, espírito, alma, diversidades. Com isto conclui-se que a vida não faz parte de um acaso. Que toda evolução é direcionada por um poder superior à própria vida, pois a existência é uma infinidade de poderes e fenômenos interagindo, e a matéria bruta não seria capaz de construir esta diversidade de universos.

    O MILAGRE DA VIDA.

    O UNIVERSO NÃO É O ACASO.

    O acaso não construiria isto que conhecemos por vida, com tanto poder, diversidade de seres e funções, produção racional e psíquica de produzir órgãos e hormônios, energia vital, metabolismo, e energia, transcender pela reprodução sempre surgindo novos seres renovados e reiniciando a vida pelo nascimento. Mesmo transmitindo a vida aos descendentes o ser vivo nasce renovado como um novo ser vivo e isto é outro milagre ou mágica da vida. Fica a pergunta da onde surgiu esta mágica que é a vida com tanto poder e funções diferentes dentro do próprio ser vivo. Logo, há um mistério que vai além do acaso, ou mesmo da materialidade, pois vivemos e somos uma realidade de mistério, milagre, mágica e poder, que transcende e se renova com a maior facilidade, e produz a sua função primordial que é a própria vida.

    A vida não surgiu da própria vida, como a mente não surgiu da própria mente. Logo, há o mistério da origem, dá onde e como surgiu tanto poder e tanta diversidade.

    A realidade e o mundo são mágicos de milagre, poder e racionalidade.

    A VITALIDADE É MÁGICA.

    A produção da vida tem um direcionamento, uma estruturação, uma racionalidade que vai além do acaso, ou da materialidade, e este além não têm explicação de uma causa mecanicista. É como se onde não deveria ter nada, mas tem, na forma de vida, componente vital, estrutural, psíquico, reprodutivo, transcendentes, poder, racionalidade etc., ou seja, o universo é mágico, é milagre, é racionalidade que se processa e avança em direção a perfeição. Nisto só vemos Deus, mágica, milagre, poder e racionalidade.

    É um universo próprio que surgiu e está presente testemunhando uma só coisa o poder de um criador mágico e milagroso que faz aparecer o impossível onde nada deveria existir.

    Assim, o universo, a realidade é mágico, milagre e poder e racionalidade, pois onde deveria ter nada tudo há. Logo, a realidade é mágica e racionalidade em si e sobre si na sua estruturação.

    A vida é um universo próprio, mágico, milagroso, de poder, racionalidade na produção de funcionalidade e transcendentalidade. Onde a vida transmite o velho e surge o novo para a vida perpetuar, ou seja, duas células de adulto criam um ser novo, revigorado que vai reiniciar tudo novamente. E isto é mágica, o milagre é como surge algo tão poderoso como a vida onde nada deveria existir, o poder é de manter a vida na sua funcionalidade e direcionamento, e a racionalidade vital é coordenar o funcionamento da vida e apontar para o futuro e dizer que posso chegar. Até onde ainda não se sabe, mas sabemos que diante de tanto poder só nos resta dizer – Deus presente está. Que assim seja.

    O ser vivo não nasce ele é transmitido e onde há dois, será um novo revigorado como um só, mas em si como milhares de células.

    O recebimento alimentar de hormônios vai reagrupar e dividir estas células, que já possui a capacidade genética para isto, onde vai surgir um novo ser com funcionalidade própria. E está funcionalidade vital vai produzir o vital metabólico e vital psíquico, onde surgirá um novo ser com mente e racionalidade por aquela funcionalidade. O espírito á uma faculdade divina onde todo ser humano receberá um novo espírito e alma. O espírito não transcende de um para outro, pois o novo ser não é responsável pelos feitos de espíritos que já viveram. Tudo será novo, novo ser humano, nova mente novo espírito.

    VITALOGIA. TRANSVITALOGIA E CRACIOVITALOGIA.

    O ser produz o seu funcionamento orgânico através do poder vital, onde sempre procura produzir seres sempre com seu funcionamento biofísico mais perfeito, onde alguns migrarão para um tipo de funcionamento, enquanto outros para outro tipo mais apurado, que serão criados seres diferentes conforme o direcionamento deste perfeccionismo, seres com trombas, pescoços grandes e aptidões para caçar. Etc. E direcionamento de perfeição para a funcionalidade e perpetuação da vida e das espécies que surgem novas espécies, novos órgãos, sentidos, mente, genes, capacidade reprodutiva. Etc.

    SOBRE OS MAIS FORTES.

    Assim, os mais fortes são uma criação da vitalidade, onde surgirão sempre mais espécies, enquanto outras migrarão ou continuará como estão. Como os dinossauros que com as variações térmicas e climáticas eles diminuíram de tamanho para manter-se vivos. E vários outros seres.

    NATUREZA DO SER VIVO.

    É da natureza do ser vivo produzir potencialidades e poderes sempre com maiores capacidades de órgãos, metabolismo, reprodução, genética, alimentação, respiração, ou seja, a natureza do ser está direcionada para produzir seres sempre mais fortes e com maiores capacidades para continuar e perpetuar a sua existência.

    PODERES NA PRODUÇÃO DA VIDA.

    É com as potencialidades que o ser sobrevive e se perpetua como o ser que produz hormônios na época de acasalar, outros aumentam os pelos no frio ou na reprodução, ou seja, são os poderes que mantém a vida e a capacidade de mudança, a vitalidade é ativa e não passiva. O estágio avançado que um ser se encontra é produto de seu poder de vitalidade, onde ele cria sempre novos e melhores mecanismos para as suas mudanças.

    SOBRE A DIVERSIDADE DE ESPÉCIES.

    Logo e ser vivo não é obra do acaso ou de um processo materialista, mas sim, obra de um planejamento direcionado, com poderes e mecanismos que levarão o ser vivo a ser o que foi ontem, é hoje e será amanhã. Isto é um psíquico direcionamento vital.

    DE COMO O COSMO, A MENTE, E A VIDA TEM O PODER – CRACIOLOGISMO – O PODER DO CRIADOR REGENDO O COSMO E O ESTRUTURANDO.

    A necessidade de aperfeiçoar as espécies a vitalidade cria sempre espécies mais fortes, outras com mais capacidades, e outras com órgãos direcionados para funções diversas e com maior direcionamento para aquela necessidade por isto que temos tantas espécies variadas num só lugar. A vitalidade cria poderes para desenvolver órgãos, funções, sentidos, hormônios, canais, genes, mente, poder psíquico e orgânico, etc. para manter a vida e sua eternidade sempre direcionando para o perfeito funcionamento.

    O HOMEM NÃO É OBRA DO ACASO, MAS SIM DE PODER E VONTADE DIRECIONADA.

    A mente É uma obra da construção vital para funcionar em prol da própria vida. É mais uma ferramenta vital, e não age em função da sexualidade, instintos, pulsão, personalidade. O mesmo acontece com a racionalidade

    A mente é mais uma ferramenta como um órgão, uma célula, um hormônio, uma metabolização etc.

    COMO SE FORMA AS ESPÉCIES E AS FAMÍLIAS.

    O ser desenvolve aptidões através de seus poderes vitais, para aperfeiçoar alguns órgãos, membros, ou metabolizações, que serão transmitidos geneticamente. Que terá mais um ser se diferenciando dos demais, que desta diferenciação surgirão outros, outros e outros, onde sempre construirão novos e melhores órgãos, membros, e funções, que serão transmitidos geneticamente aos descendentes, e criar novos descendentes. Por isto que o ser consegue mudar e criar novos mecanismos conforme as suas necessidades com o meio ambiente.

    PODER E POTENCIALIZAÇÃO.

    O ser ao potencializar uma função craciovital psicovital ou psíquica biofísica ela passa a desenvolver e aperfeiçoar sempre mais naquela direção, desenvolvendo metabolismos, hormônios, órgãos, capacidades celulares e reprodutivas e genéticas. Onde em direção daquela potencialização o ser terá aquelas características com novos membros ou maiores, com outras potencialidades ou outro formato físico ou mesmo funcional, e daí novas, e outras, onde teremos as famílias, as espécies, e outras com uma diversidade enorme de espécies e de famílias, pois de uma potencialidade surge outra família, e desta família varias espécies.

    MODIFICAÇÃO CRÁCIO METABÓLICA, ENERGÉTICA E GENÉTICA.

    Pois, a diversidade de seres deve-se a capacidade de poder do ser vivo de criar mecanismos internos e estruturais e funcionais para a sua sobrevida e eternidade.

    Antes do ser vivo modificar-se externamente ele se desenvolve funcionalmente na sua produção metabólica, energética, funcional e celular, e a partir que ele vai se modificando vai registrando e transmitindo aos descendentes, assim teremos uma gama de seres, enquanto uns vão numa direção outros vão a outra. É como uma árvore com vários galhos, que vem de várias raízes.

    POTENCIALIZAR E VITALIZAR PARA ETERNIZAR.

    FUNCIONALIZAR PARA DIVERSIFICAR.

    Da potencialidade cracio vital surge e se forma a potencialidade energética e de funções energéticas e de novos orgânulos celulares com funções energéticas, metabólicas e hormonais que criaram aptidões para um direcionamento hormonal, energética, e metabólica, que deste funcionamento surgirão novos órgãos com novas funções, e destes órgãos novos membros pra facilitar toda esta funcionalidade. Enquanto uns crescem outros, minguam conforme a necessidade funcional e vital, que será transmitido aos descendentes, formando sempre novos e diferentes seres, por isto que temos uma diversidade de famílias, e nas famílias uma diversidade de espécies.

    A ordem é potencializar para viver e perpetuar, e da potencialização surge novos seres.

    Tem-se a vitalização genética a partir do poder vital, e sua capacidade natural de mudança pelos seus poderes vitais.

    COM ISTO CONCLUI-SE QUE O SER É UMA PRODUÇÃO INTERNA, DE SEUS PODERES VITAIS. E NÃO DEPENDE EXCLUSIVAMENTE DE FATORES EXTERNOS.

    CRACIOLOGISMO – FILOSOFIA.

    A realidade é Deus.

    A realidade é o ser de si, pois é o poder, e o poder que auto direciona a estruturação.

    E perfeição e a evolução.

    O ser é Deus, não a matéria, a mente ou o arquivo, mas sim, o criador que rege e estrutura o mundo e a realidade.

    O mundo não possui alma, mas sim, Deus possui o mundo.

    A realidade não é obra do acaso, mas sim obra do poder direcionado e arquitetado.

    O ser é produto da vontade de aprimoramento do funcionamento vital.

    VITALOGIA.

    Veias e canais, bombas propulsoras como o coração, filtros, estímulos elétricos, produtores e sintetizadores de energia, metabolização, hormônios, sistema respiratório, sintetizadores de proteínas, controladores térmicos, mente e poder psíquico, sistema reprodutivo e transreprodutivos como genes responsáveis pela transcendência da vida, e muito outros. Logo, o ser vivo é a segunda mais perfeita construção do universo de estrutura e poder , é claro o primeiro é Deus.

    A FORMAÇÃO DAS ESPÉCIES É CRACIOPSICOSSOMÁTICA.

    PSICOVITALOGIA.

    A mente e o universo psíquico não se estrutura a partir do outro, mas sim, já nasce com o ser vivo, é parte da sua natureza vital, e nasce com a função de trabalhar em função do bom funcionamento vital, a mente é parte do universo inconsciente. Que produz o homem e todos os seus anseios. A mente existe como ferramenta produzida pela vitalidade para funcionar em função da própria vitalidade.

    A biologia estuda a vida através de processos bio mecânicos e bioquímicos, enquanto a vitalogia estuda a vida através de poderes divinos, vitais e psíquicos.

    Temos lagartos com membranas nas asas para servir de pára-quedas, pássaros que dançam durante o acasalamento, iguanas que sugam a presa com uma enorme língua. Formigas que criam asas na época da reprodução, mamíferos com clitóris. Ou seja, tudo é feito psicologicamente através de poderes bio mentais para a reprodução e manutenção da vida. Que foge do processo mecanicista da natureza e entra a vontade, o poder, a mente e o poder vital.

    Os poderes vitais e psíquicos determinam o direcionamento de funções de órgãos que se desenvolverão formando sempre novos tipos de seres vivos, sempre em direção a perfeição vital orgânica e psíquica.

    O vital é o poder de direcionamento da vida.

    O orgânico é o universo biomecânico e bioquímico do ser vivo.

    E psíquico é o poder da mente sobre o funcionamento da vida.

    PSICOVITALISMO 1.

    A mente é parte da construção do universo vital, que se formou durante séculos e que foi transmitido aos descendentes. A sexualidade é mais uma ferramenta construída em prol da construção da vida. Pois vê porque a mente age sobre o comportamento psíquico.

    SOBRE OS MORCEGOS.

    É sem dúvida um ser vivo com muitas capacidades.

    Mamífero que desenvolveu asas.

    Mantém uma babá para cuidar dos filhotes.

    Sensor de radar que capta ondas no ar.

    Sensor térmico.

    Produz anestésico para não acordar as vitimas.

    Dorme de cabeças para baixo.

    Proporcionalmente ao tamanho é um dos seres que mais vive. Chega próximo dos 16 anos.

    PSICOVITALISMO 2.

    O organismo funciona produzindo e processando energia, metabolização, movimentos biológicos, trocas térmicas, e formação de componentes químicos e é neste processo que o universo psíquico e da vida se funde, onde a mente, o eu, a personalidade os anseios psíquicos são estruturados. Onde o inconsciente trabalha incessantemente, onde o eu se forma. E é durante a gestação que o ser possui a sua maior fase de intensidade vital, funcional, e psíquica, pois nesta fase além de possuir uma imensa atividade biológica ainda se encontra dentro do corpo da mãe e usa a temperatura da mesma em prol de produzir a sua vitalidade.

    É durante a gestação que o eu, a mente, a personalidade se estrutura e se forma.

    Há quatro fases –

    1- transcendental – ou vital – que recebe a herança vital para prosseguir na construção da vida e na perpetuação da espécie.

    2-a genética que recebe dos pais a base.

    3- a fase uterina – na gestação, onde a mente se estrutura.

    4- e a fase pós nascimento. Onde o ser passa a conviver com os outros seres.

    TRANSCENDENTALISMO.

    Observação. Se a vida é uma transcendência, logo todo funcionamento vital, orgânico, estrutural e psíquico também é. Logo, somos o prolongamento dos nossos pais, e com poucas modificações. E os filhos serão portadores e transmissores da base estrutural, vital, funcional e psíquica dos pais.

    A base do funcionamento vital, orgânico, funcional, estrutural, psíquico, mental, racional, sensitivo é um prolongamento do que os pais já desenvolveram e herdaram.

    Logo, o ser é uma fase da transcendência da vida e da mente, e que vai desenvolver uma parte e que vai transmitir aos descendentes.

    A AÇÃO DA VIDA E SEU PODER SOBRE A MATÉRIA.

    TRANS CRÁCIO PSICOVITALOGIA.

    O ser possui um direcionamento psíquico de poder que age sobre todo funcionamento vital direcionado para a perfeição do funcionamento da vida em todas as suas formas e na sua transcendência aos descendentes.

    E tendo potencialidades para desenvolver seres com novas aptidões e novas funções, onde o ser pode mudar livremente produzindo novos seres, novas espécies, e novas famílias.

    Levando o ser a ter sempre um direcionamento preciso para estas novas funções e novas aptidões.

    ASSIM PODE-SE DIVIDIR O SER VIVO EM.

    1- Direcionamento psíquico, vital, funcional e estrutural.

    2- Direcionamento voltado para a perfeição funcional e reprodutiva.

    3- Direcionamento para o funcionamento energético funcional, e metabólico.

    4- Direcionamento psíquico.

    5- Direcionamento do inconsciente vital.

    6- Direcionamento reprodutivo, genético e transcendental.

    7- Direcionamentos transperfectivos para novas aptidões e funções, onde o ser se desenvolve para um sentido, e deste a outros, formando vários seres numa mesma família, ou formando varias famílias.

    O direcionamento transperfectivos independe de condições externas, o ser num mesmo ambiente pode caminhar e desenvolver as suas funções para qualquer lado.

    8- E o transgenético que serão transmitidos aos descendentes.

    -O ENVELHECIMENTO É O RESULTADO DA DIMINUIÇÃO DA PRODUÇÃO DE ENERGIA DOS RIBOSSOMOS. CAUSADO PRINCIPALMENTE POR ACÚMULOS DE GASES COMO OXIGÊNIO E HIDROGÊNIO.

    -A mente, os sentidos, a personalidade é regido por componentes inconscientes vitais.

    -A produção das espécies e seres é regida por poder divino e inconsciente vital e poder vital.

    – Todo órgão, membro, função metabólica quando não mais em uso tende a ser degenerado e amputado geneticamente com o passar do tempo. Isto é confirmado em várias espécies, como olhos de polvo que vive nas profundezas oceânicas, chocalho de cascavel. Enquanto baleias desenvolvem mais sentidos para se orientar e comunicar-se entre os seus de sua espécie.

    ZÔO PALEONTOLOGIA.

    Nas grandes profundezas os seres sofreram menos as variações térmicas sobre o planeta, e se mantiveram íntegros na sua função metabólica, onde sofreram menos a ação do clima. Com isto enquanto os dinossauros desapareceram por causa da variação climática e metabólica alimentar e genética. Pois alguns degeneraram em tamanho, outros se mantiveram com menos alterações nas profundezas oceânicas, como lulas, alguns tubarões e outras espécies.

    OS ONZE PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DA VITALOGIA

    Princípios fundamentais da produção da vida, de seres, espécies, e da mente e de mecanismos funcionais nas espécies.

    1 – os poderes divinos e vitais capacitam o ser a desenvolver mudanças.

    2- o ser vivo muda conforme o seu poder vital.

    3- o ser vivo muda conforme a função metabólica que ele alto direciona.

    4 – as espécies surgem dos poderes e potencias que o ser vivo produz para vitalizar e se manter vivo e transcender no processo da vida.

    5- a genética é o registro da mudança do ser vivo presente em qualquer célula do próprio ser.

    6- seres mais capacitados possuem maiores números de espécies, pois tiveram a capacidade de mudanças para várias funções metabólicas. Criando várias metabolizações e mecanismos vitais para a sua sobrevida.

    7- os mais fortes são os que possuem maior capacidade metabólica e poder para criar mecanismos para mudanças.

    8- mecanismos sem função tende a degenerar.

    9- as famílias mais fortes são as que possuem maiores números de seres, independente de tamanho.

    10 – as espécies mais fortes são as mais capacitadas metabolicamente, e preparadas para variações externas como clima, pouca alimentação, e que vivem mais em comparação ao seu tamanho.

    11- o ser vive para vitalizar e transcender para isto ele cria poder e mecanismos metabólicos e energéticos. O surgimento de espécies é uma conseqüência deste poder e capacidade.

    PSÍQUICO BIOCRIACIONISMO.

    A espécie surge a partir do poder psicovital que direciona a função energética metabólica para uma direção biovital, onde vai desenvolver sentidos, metabolização, órgãos, hormônios, membros numa direção energética metabólica, onde novas espécies irão surgir a partir deste desenvolvimento.

  5. KKKKKKKKKKKKK
    o blog que o referido referendo (ãh?!?!?!) menciona não existe…mas enfim…ele nao vai ler minha resposta mesmo…entao nao vou perder muito tempo…
    mas psíquico biocriacionismo eh PHODA com “PH” bem grande! kkkk
    esse neologismos medíocres de pessoas que não sabem nem do que estão falando, ganham dinheiro usurpando do bom senso alheio, empurrando guela abaixo asneiras em nome de “vai saber lá o que!”.
    Tenham um pouco de dignidade…só isso já impediria 97% do que falam e fazem!

  6. citando o Ancelmo acima:”Temos lagartos com membranas nas asas para servir de pára-quedas, pássaros que dançam durante o acasalamento, iguanas que sugam a presa com uma enorme língua. Formigas que criam asas na época da reprodução, mamíferos com clitóris. Ou seja, tudo é feito psicologicamente através de poderes bio mentais para a reprodução e manutenção da vida.”

    QUE???? WHAT THE HELL!!!!!
    Que frase sem lógica! “Meu cachorro lambe o saco, consequentemente a vida vem do poder divino psicovital.”

    Quanta asneira…

  7. Talvez, nós como seres, psíquicos vitalícios e, sem dúvida, transcedentais, deveríamos, portanto pensar com talvez um pouco, mais de cautela, sobre a origem divina e universal do, ser divino que construiu metabolicamente direcionou, transperfectivamente e ambientalmente e rege vitaliciamente e psicologicamente todo o universo (que aliás não deveria ter nada e, tem tudo).

    Que vcs acharam do meu texto? Fiz que nem esse troço publicado aí em cima, sem sentido, sem pontuação, sem concordância e sem pé nem cabeça…

    PS: adorei a parte sobre os morcegos e sobre a “trans-crácio-psicovitalogia”. Acho que vou usar esse nome em algum lugar!

Os comentários estão encerrados.