Todos os post de Gepeto

Bigulinho pequeno de Curitiba

Sem zuera, o que leva um cara a fazer um vídeo desses? Na minha opinião, auto-afirmação desse nível só quer dizer uma coisa: pau “bigulinho” pequeno!

Esse é o tipo de cara que fala que é machão e vai sair com traveco hauhauhauhauha. Como aquele jogador de futebol americano, do Segundas Intenções (Cruel Intentions)… e por falar nele, aqui vai uma cena excelente desse filme, só prá compensar o filme acima:

“You can put it anywhere…”

Vi no [Quem fala o que quer]

Novo desenho…

Depois de quase um ano de muito utilizar a minha mesa digitalizadora, presente dos Desertores da Escada, volto aqui para mostrar minha experiência de desenho com o Flash…

frog001

Esse desenho é um oferecimento a um velho, careca, que nunca viu uma perereca 😀

Fiz essa perereca como um teste para uma imagem do site do professor Carlos Navas (LEFE), que em breve estará pronto… mas como eu não quero demorar muito, já vou adiantando aqui!

Valeu, Desertores, mais uma vez!!!

Até mais!

Update: vou dedicar esse post ao Migué, que faz aniversário nessa segunda, dia 2 de novembro. Já que ele tá em San Diego há uns meses e não vê uma perereca faz um tempo! Níguel, parabéns!

É isso aí, Lulão, assim que se faz!

Não sou muito ligado a política. Não tenho preferência por algum partido político. Tenho minhas razões, entretanto, para não gostar do PT e eu não vou colocar o link dessa porcaria de partido aqui

Eu joguei esse vídeo no youtube ontem, mas depois de ver um twitt do @nelas que falava sobre a isenção de impostos para as pessoas jurídicas da igreja católica (com a aprovação do nosso excelentíssimo presidente) resolvi postar aqui o vídeo.

Não sou a favor do bolsa família, assim como sou contra as cotas de acesso a universidades públicas para negros, indígenas, orientais, indianos, beltranos ou ciclanos… acho que se temos problemas de distribuição de renda ou de educação decadente, dar dinheiro ou empurrar alguém para dentro da universidade não vai ajudar em nada!

Mas, enfim, o vídeo é apenas para mostrar como o nosso “querido” se ele é querido, eu deveria ser, no mínimo, idolatrado! presidente aprende rápido as artimanhas que os outros políticos possuem… e olha que eu nem vou falar da palhaçada do arquivamento das denúncias do Sarney!!!

Hino do Brasil

Você já ouviu falar em vergonha alheia? Não sabe o que é???

A “famosíssima” preferia que não fosse cantora Vanuza pagou um papelão cantando o Hino do Brasil mamada! Na boa, é preciso ver para crer…
Sim, você vai rir, mas eu tenho vontade de chorar.
Para quem não sabe a letra do hino até hoje (na minha opinião, tem que saber), coloquei a letra inteira em baixo do vídeo, para podermos acompanhar os deslizes da criatura…

Hino Nacional Do Brasil (Fonte: Letras.mus.br)
Composição: Francisco Manuel da Silva / Joaquim Osório Duque Estrada

I

Ouviram do Ipiranga as margens plácidas
De um povo heróico o brado retumbante,
E o sol da Liberdade, em raios fúlgidos,
Brilhou no céu da Pátria nesse instante.

Se o penhor dessa igualdade
Conseguimos conquistar com braço forte,
Em teu seio, ó Liberdade,
Desafia o nosso peito a própria morte!

Ó Pátria amada,
Idolatrada,
Salve! Salve!

Brasil, um sonho intenso, um raio vívido
De amor e de esperança à terra desce,
Se em teu formoso céu, risonho e límpido,
A imagem do Cruzeiro resplandece.

Gigante pela própria natureza,
És belo, és forte, impávido colosso,
E o teu futuro espelha essa grandeza

Terra adorada,
Entre outras mil,
És tu, Brasil,
Ó Pátria amada!

Dos filhos deste solo és mãe gentil,
Pátria amada,
Brasil!

II

Deitado eternamente em berço esplêndido,
Ao som do mar e à luz do céu profundo,
Fulguras, ó Brasil, florão da América,
Iluminado ao sol do Novo Mundo!

Do que a terra mais garrida
Teus risonhos, lindos campos têm mais flores;
“Nossos bosques têm mais vida”,
“Nossa vida” no teu seio “mais amores”.

Ó Pátria amada,
Idolatrada,
Salve! Salve!

Brasil, de amor eterno seja símbolo
O lábaro que ostentas estrelado,
E diga o verde-louro desta flâmula
– Paz no futuro e glória no passado.

Mas, se ergues da justiça a clava forte,
Verás que um filho teu não foge à luta,
Nem teme, quem te adora, a própria morte.

Terra adorada
Entre outras mil,
És tu, Brasil,
Ó Pátria amada!

Dos filhos deste solo és mãe gentil,
Pátria amada,
Brasil!

=========
E agora, já descobriu o que quer dizer vergonha alheia, não??? Depois dessa, acho melhor a Vanuza cavar um buraco e se enterrar…