Arquivo da categoria: arte

Corpo humano: Real e Fascinante

Chega ao Brasil, em março, uma das exposições mais polêmicas já realizadas. O dr. Roy Glover traz ao Brasil 16 corpos e 225 órgãos, para proporcionar um melhor estudo da anatomia humana e estimular o ser humano a usufruir melhor dessa “máquina”.
O preço do ingresso é meio salgado: R$30,00 a inteira. E os ingressos já estão à venda na Ticketmaster.
Local: Oca- Ibirapuera.

Leia alguns trechos do release:

“A única coisa que o ser humano carrega desde seu nascimento até a sua morte, é o corpo. Este é o mote de “Corpo Humano: Real e Fascinante”, mostra que a CIE Brasil traz à Oca do Parque do Ibirapuera (1º andar), em São Paulo, em parceria com a Premier Exhibitions, Jam Exhibitions e CPI. A exposição, que entra em cartaz a partir de 28 de fevereiro, chega ao Brasil após passar pela Inglaterra, Coréia do Sul e México, além de atualmente contar com exibições paralelas nos Estados Unidos e Holanda. O apoio educacional é da Fundação Bradesco.

Numa concepção diferenciada e inédita, a mostra recorre a 16 corpos e 225 órgãos verdadeiros para revelar – em todos os seus aspectos – o funcionamento do corpo humano e seus sistemas. Para tanto, faz uso de uma técnica chamada polimerização, em corpos adultos de homens e mulheres, para obter resultados que evidenciam com absoluta precisão as variações e diferenças apresentadas por nossa espécie.

Desenvolvida em caráter prioritariamente educativo, sob direção médica do norte-americano Dr. Roy Glover, “Corpo Humano: Real e Fascinante” estimula também a interatividade, uma vez que dispõe de setores onde o público pode tocar órgãos internos reais – experiência até então inimaginável para a absoluta maioria dos indivíduos.

Todos os corpos e órgãos exibidos são de indivíduos acometidos de morte natural, que optaram por participar de um programa de doação de seus próprios corpos em benefício da ciência e da educação, realizado pela República Popular da China. A iniciativa fornece material anatômico para comunidades médicas e científicas, para fins educacionais e de pesquisa, não só em solo chinês – onde estão os maiores especialistas na dissecação de corpos – como também no exterior.

Vale ressaltar que o estudo da anatomia e a dissecação humana se tornaram ao longo da História, de valor inestimável para o entendimento do corpo humano, seus sistemas e funções, alem de permitir avanços no tratamento, cura e prevenção de doenças. Praticamente todos os avanços obtidos nos últimos 25 anos devem crédito ao estudo anatômico: desde a remoção de um apêndice até a reposição de válvulas do coração, passando por cirurgias no cérebro e transplantes de rim.”

Circo Zanni!

Não me lembro a penúltima vez que fui a um circo, mas foi com certeza a mais de 10 anos. Nas minhas recordações nebulosas vejo alguns palhaços, trapezistas, gaiolas de ferro com motocicletas (globo da morte?), talvez leões… e é claro, macacos. Não me lembro se gostei, mas aparentemente não tive vontade de voltar.

Dessa vez foi diferente. Fui assistir ao Circo Zanni, que estava em São Sebastião até ontem, e é muito bom! Adjetivos como excelente, excepcional, demais, engraçado e muitos outros se enquadram bem no espetáculo!

Circo Zanni

O show é composto por números emocionantes, técnicos, engraçados, horripilantes, bonitos, enfim, uma grande riqueza de estilos que prendem a atenção da platéia. O requinte especial, que torna o espetáculo mais interessante é que os artistas tocam a maioria das músicas ao vivo, se revezando com os instrumentos e sonorização de cada número! Músicas muito boas que devem agradar os apreciadores de músicas “pra cima” e com metais (trombone, plural de sax e trompete)…

Um espetáculo muito rico e que faz você sair se sentindo muito bem. Revigorante é a palavra!

Pelo que eu entendi eles se apresentavam no shopping Raposo, mas nunca reparei… :-0 Como a passagem pelo litoral acabou eles devem divulgar em breve o local das próximas apresentações, que colocarei aqui assim que souber!

Fica aí a dica e para quem quiser saber mais sobre o Circo Zanni entre no site www.circozanni.com

Fotógrafo Satoshi Kuribayashi

O japonês Satoshi Kuribayashi, de 67 anos, é um fotógrafo de natureza pioneiro em técnicas para retratar o mundo dos insetos. As imagens levam ao público uma nova perspectiva de foco, e permitem a visualização dos insetos de uma forma inusitada.
O método de Kuribayashi se baseia em suas habilidades para criar equipamentos óticos e novos equipamentos fotográficos capazes de examinar os insetos e capturar as imagens.
Entre as inovações criadas por Kuribayashi, está um equipamento médico no qual ele encaixou uma lente de apenas três milímetros de diâmetro.

Abaixo estão algumas imagens, e mais pode ser visto no próprio site do fotógrafo (em japonês) http://www5.ocn.ne.jp/~kuriken/