Arquivo da categoria: Uncategorized

Sprawl

Clipe muito legal do Arcade Fire com duas versões:

1. regular, para quem gosta de assistir uma coisas bacana.

2. interativa, para quem gosta de pirar na frente da câmera.

Enjoy: http://www.sprawl2.com/

Comentários: Bioshock

Bioshock_cover

Bioshock é um shooter em primeira pessoa no qual seu personagem se encontra em Rapture, uma cidade utópica submersa criada por Andrew Ryan. Apesar dessas peculiaridades, Rapture é acima de tudo uma cidade dos anos 60 e a sensação de estar nessa década fica transparente em todos os detalhes que cercam o jogador (com destaque para, entre outras coisas, a arquitetura e decoração típica). Esse clima envolvente é potencializado pelo fato de Rapture ser uma cidade em extrema decadência, sendo que somos frequentemente expostos tanto a áreas que conservam o glamour da cidade no seu auge quanto a regiões que saídas de um filme de guerra. Essas características da cidade contribuem para um ambiente bem sombrio que, juntamente com o fato de você saber pouquíssimo sobre tudo o que está acontecendo, contribui muito para gerar o clima de tensão e suspense do jogo. É importante adicionar que essa tensão aumenta ainda mais devido ao fato da cidade ser isolada e submersa, o que torna a possibilidade de fuga mínima e, ao mesmo tempo, faz com que o mar seja um grande companheiro nessa jornada.

O sistema de combate é bem legal e podemos destacar que a forma como aos poucos você vai ganhando armas e poderes especiais que podem ser combinados de formas variadas para matar seus inimigos. Esse é um dos grandes atrativos desse jogo. Você se sente quase compelido a utilizar todas as armas e poderes para matar seus inimigos das formas mais criativas. Os inimigos também merecem um grande destaque principalmente por quase todos conterem um tipo que loucura que chega a ser contagiante. Além disso, talvez por ser o primeiro shooter que joguei em muito tempo, me impressionei com a inteligência artificial, já que muitas vezes os inimigos evitavam um contato inicial e tentavam me pegar desprevenido dentro dos labirintos de Rapture.

Por último, um elemento que faz esse jogo incrível é a história… E por isso creio que não seja legal falarmos muito sobre ela aqui… Destaco apenas a interessante opção de termos dois finais dependendo das atitudes tomadas durante o jogo.

Obs: os mesmos comentários podem ser aplicados ao Bioshock 2 que continua a história contata no primeiro jogo. Por um lado isso é bom, no entanto o jogo acaba sendo mais do mesmo, com poucas novidades que realmente façam a diferença. Não que o jogo não valha o preço, muito pelo contrário! Bioshock 2 ainda é um jogo muito bom! Mas não espere muitas surpresas…


Este post foi escrito em parceria com o Zé

Posted via email from All Lucky Se7ens

Indie Music Bundle: 10 trilhas sonoras por 1 dólar

Igmb

Já tá um pouco tarde pra divulgar, mas na onda de promoções da Black Friday fizeram um Game Music Bundle com 10 trilhas sonoras de jogos indie por apenas 1 dólar.
Tem gente que pode achar que esses games indie não valem nada, mas estão enganados… um ótimo exemplo de linda trilha sonora de jogo indie é a trilha do Bastion, que está concorrendo a melhor trilha do ano no Video Games Live.
Infelizmente a trilha do Bastion não está nesse pacote… mesmo assim eu já comprei!

Acesse e compre enquanto ainda dá tempo!!
http://www.gamemusicbundle.com

Posted via email from All Lucky Se7ens

Comentários: Dead Space

Dead_space_box_art

Dead Space é um shooter de terror em terceira pessoa em que você controla o engenheiro Isaac Clarke. Isaac faz parte de uma equipe que vai investigar o interior da nave interestelar de mineração USG Ishimura, onde o personagem terá que combater Necromorphs, monstros reanimados de corpos humanos. Esse é basicamente o cenário em que se passa a história.

Pessoalmente, o que faz esse jogo um dos meus favoritos é imersão total que ele permite. A forma como a história é contata, somada aos excelentes gráficos, o áudio incrível e a ótima jogabilidade tornam toda a experiência mais realista. O clima de tensão que o jogo consegue criar é sensacional. A forma como os elementos de vida, munição, energia, etc, são dispostos na tela (associados sempre ao corpo de Isaac) ajudam ainda mais no construção de uma sensação de urgência e tensão. A cada nova área inexplorada e corredor escuro, um susto te aguarda.

O mecanismo de combate por "desmembramento estratégico" parece difícil no começo, mas depois se torna intuitivo e muito divertido! Mas não chega a se tornar mecânico, o que conta muito para não ficar chato e massante. Cada tiro conta, uma vez que a munição é escassa e os inimigos não morrem com um simples headshot. Então, para cada novo necromorph, você busca sempre a melhor estratégia para matar o desgraçado!

Eu costumava jogar com fones de ouvido e com o nariz colado na TV 40" só para aumentar a imersão no jogo. Mal posso esperar para colocar as mãos no Dead Space 2!

Observação: recentemente comprei o Demon's Souls, que, por sinal, também utiliza o engine Havok do Dead Space. O jogo é espetacular e tem o mesmo clima de tensão e urgência criado pela dinâmica de combate e pelo visual detalhado. Talvez depois eu faça meus comentários sobre o Demon's Souls também…

Posted via email from All Lucky Se7ens