Arquivo da tag: carros

“Eles iam virar meu carro”

Filho do assassino:

— Não foram eles (os ciclistas) que começaram (a discutir), meu pai foi um pouquinho antes. Só que aí começaram a bater a fu no carro. Aí, depois que se entenderam, três caras ficaram na frente do carro trancando só ele, só ele.

Ex-mulher do assassino:

— Tudo começou com ciclistas que até aparecem nas imagens. Eles quebraram os vidros, bateram no carro. Ele buzinou e saiu, só porque tinha uma criança, meu filho de 15 anos, junto. Não botou por cima, senão tinha matado todo mundo. Ele fugiu das agressões — afirmou ela.

Aham. Começaram a depredar o carro, quebraram os vidros. Aí depois se entenderam (?). Logo depois que se entenderam, ele não acreditou que tinham 3 caras na frente dele, SÓ DELE. Depois de se entender ele buzinou e saiu, coisa mais lógica a se fazer. Pessoas de costas não podem se defender. MAS VEJA ele NÃO BOTOU POR CIMA (?!) ele optou por NÃO BOTAR POR CIMA, ele optou por NÃO MATAR TODO MUNDO, ele se DEFENDEU acelerando no meio de uma massa de ciclistas com crianças e idosos.

[parágrafo acima possui elementos irônicos]

Via Zero Hora. Veja comentários de quem estava lá.

Segundo o advogado, ele não teria se apresentado ainda devido ao seu estado emocional:
— Eu estava fora e fui até a Capital para conversar com ele, que ainda está abalado com o que aconteceu. Ele vai colaborar com a investigação.

Estado emocional? O estado COVARDE?

Em tempo, 2 bons textos contextualizando o ocorrido:

Não foi acidente
por Thiago Benicchio

O monstrorista de Porto Alegre
por Renata Falzoni

Indignante.

TEDx SP – Racismo ambiental, os impactos da poluição na saúde

Esses dias rolou a edição paulistana (organizada independentemente) do TED, o TEDx SP. Não pude acompanhar quase nada então nem soube direito o conteúdo das palestras. Agora os vídeos estão sendo publicados e o primeiro que vi foi do Paulo Saldiva, coordenador do Laboratório de Poluição Atmosférica Experimental da FMUSP. A outra palestra disponível é a do Guti Fraga, mas ainda não vi (parece bem legal também). Segue a palestra do Saldiva:

TEDxSP 2009 – Paulo Saldiva: exclusão e racismo ambiental from TEDxSP on Vimeo.

E aqui só uma entrevista curtinha que resume a história:

Será que em algum dia da história desse país a ciência vai conseguir ditar as políticas públicas?

E toma – chip nos carros

A partir de maio de 2008, os carros da cidade de São Paulo deverão instalar chips (mais ou menos como aqueles usado no sistema de pedágios Sem Parar) em seus pára-brisas, para que seu carro possa ser rastreado por uma das 2500 antenas que serão instaladas na cidade.

A prefeitura afirma que o objetivo do projeto é

O objetivo é aumentar a segurança da população, otimizar a gestão do tráfego e melhorar a fiscalização de veículos na Capital. Haverá a redução da inadimplência no pagamento de IPVA, licenciamento e multas, que atinge cerca de 30% da frota da Cidade. Também permitirá a realização de operações policiais com mais eficiência, o cumprimento da legislação sobre carga e descarga de caminhões, a verificação do tráfego de veículos e de cargas especiais em rotas e horários especiais e a fiscalização do rodízio de veículos em zonas de restrição à circulação.

É, o objetivo é arrecadar mais dinheiro. Um dinheiro que eu particularmente não acredito que será revertido na melhoria das condições de tráfego, construção de ciclovias ou para construir a parte final do rodoanel, que será pedagiado, eliminando uma alternativa de trânsito e piorando o trânsito caótico da cidade.

Sei que a longo prazo essa medida pode tornar o trânsito da cidade mais civilizado. Ninguém mais se arriscará a passar no vermelho, já que é multa na certa. Parou na faixa? Multa! Sair cinco minutinhos antes do rodízio acabar? Multa!

Mas a curto prazo, os motorista ficarão confusos, frearão bruscamente nos faróis e… Chega de ser pessimista. A instalação será gratuita. Se você achar que não deve instalar, eles te pegam, apreendem seu carro e só pagando R$127 para tirar ele do pátio.