Arquivo da tag: evolução

Chumbawamba – Charlie

Aproveitando que estamos falando Pharyngula, achei nesse blog a seguinte música do Chumbawamba sobre Charles Darwin!


Para quem quiser acompanhar a letra:

All of nature in its place
By hand of the designer
Comes our Charlie spins the world
From here to Asia Minor
In between the Platypus
And perfect Aphrodite
Charlie come with opposing thumb
To question the Almighty

Over the river and over the sea
Through holy storm and thunder
Steer a course for a brave new world
Of common sense and wonder

See the dancing President
The congressman and teacher
Jumpin’ to the music of
The wealthy Midwest preacher
Charlie come with a brand new dance
Get on the floor and follow
Find yourself a partner and
We’ll swing into tomorrow

Over the river and over the sea
Through holy storm and thunder
Steer a course for a brave new world
Of common sense and wonder

Armed with truth we’re stepping out
Come join the worldwide party
Charge your glass and face the world
We’ll drink a toast to Charlie

Over the river and over the sea
Through holy storm and thunder
Steer a course for a brave new world
Of common sense and wonder.

[Dica do João]

50 milhões de anos de evolução de uma proteína


O filme mostra a evolução da estrutura de uma proteína ao longo de 50 milhões de anos. Pelo que eu entendi ele usa seqüências de DNA de diversos organismos para reconstruir (extrapolar…) a história evolutiva da proteína específica. Os dados brutos do DNA foram transformados em informação 3D e renderizados numa animação. O som bizarro que ouvimos também foi gerado a partir das seqüências de DNA.

Mais uma bela (e psicodélica) mostra da fusão entre ciência e arte nos tempos modernos!

Para mais informações decifrem o texto abaixo ou entre aqui.

The film shows the evolution of a protein structure mapped into the FormGrow space traversing 20 nodes in an extrapolated phylogenetic tree covering about 50 million years (back and forth in time). The film shows a highly original representation of DNA on its journey from the human liver to the eye lens, initially backtracking towards their common ancestor and then moving forward to today’s time. The animated form interpolates between each node on the tree. DNA is used both to generate the forms and produce the soundtrack. The work is an extension of Latham and Todd’s ideas of the late 1980’s to the early 1990’s, where, this time, FormGrow is connected to modern genomics and proteomics. The film represents an attempt to cross the divide between scientific visualisation of DNA and aesthetically pleasing art.

[visto no bbgm]

Expelled

Expelled é um documentário sobre (segundo os produtores) acadêmicos americanos criacionistas que estão sendo expulsos das universidades por não acreditarem em evolução. No fundo, como pode ser visto no trailer, é uma grande propaganda pró-criacionismo (ou design inteligente, tanto faz..) e contra a própria ciência (já que é totalmente aceitável questionar o darwinismo racionalmente).

Trailer de Expelled

Acho todo essa discussão importante pois, apesar de parecer um caso isolado, é possível observar diversas tentativas religiosas de impor idéias sem embasamento (vide a pesquisa com células tronco no Brasil). Assim, devemos pelo menos saber o que está sendo dito por aí para podermos nos defender no futuro, e também para poder apoiar as pessoas que foram ludibriadas pelo filme (vide links abaixo).

Mas na verdade, a parte mais interessante disso tudo é que teve uma pré-estréia desse filme e, entre as pessoas que estavam indo assistir, estava o P. Z. Myers (do blog Pharyngula). Quando os organizadores perceberam sua presença, imediatamente expulsaram ele do recinto (ao que ele se refere como: “extreme hypocrisy of being expelled from their Expelled movie”). O fato curioso é que deixaram seus acompanhantes assistir ao filme, entre eles sua esposa e Richard Dawkins :D.

Recomendo que leiam a história sendo contada pelo próprio P. Z. Mayer, o review do Dawkins do filme e ainda uma notícia do NY Times sobre o assunto.

Existe ainda um curto filme com os dois conversando sobre o acontecimento:

———————————————————————————
Para finalizar um texto que não está totalmente associado, mas eu gostei bastante e acho legal compartilhar:

Evolução e conhecimento coletivo