Roube Este Filme

Steal This Film é um documentário sobre o compartilhamento de arquivos pela internet e nossos obscuros conhecidos direitos autorais.

Ele foi feito pela The League of Noble Peers e tem a participação dos criadores do Pirate Bay (maior site para compartilhar arquivos via bit-torrent da internet), entre outros. Lá você encontra de tudo…! Incluindo filmes de Hollywood…

Justamente, a MPAA (Motion Picture Association of America) entrou em contato com a embaixada sueca para tomar as providências cabíveis, já que pela lei americana o site estava infringindo os direitos autorais das produtoras. Acontece que pelas leis suecas O Pirate Bay não está infringindo os direitos autorais, pelo que entendi, pois o compartilhamento de arquivos é permitido (aparentemente esta lei mudou em 2005, e agora é ilegal distribuir arquivos com direitos autorais na Suécia).

No filme, o direito de compartilhar (defendido veementemente pelos autores do filme) é contraposto com o ponto de vista das produtoras de que fazer um filme custa muita grana e que a pirataria mina o trabalho de todas as pessoas envolvidas na produção de um filme. Segue abaixo uma citação traduzida/interpretada do site e o filme (colocarei minha opinião nos comentários):

“Os poucos documentários feitos pelos representantes da “velha mídia” mostram que eles não entendem a internet e enxergam o compartilhamento P2P como uma ameaça. Eles não têm motivo para representar o movimento de compartilhar arquivos de forma positiva, nem têm capacidade para representá-lo de forma lúcida. Quisemos fazer um filme para explorar este imenso movimento popular de modo a nos animar, engajar e principalmente focar no que sabemos ser uma visão positiva e otimista sobre o futuro da criatividade.”

Um comentário em “Roube Este Filme”

  1. O que eu acho neste instante é:

    Acho o direito de compartilhar arquivos essencial para o mundo virtual. Seria como uma liberdade de expressão. Igualmente importante é o direito sobre uma obra intelectual. Um autor tem o direito de disponibilizar sua obra do jeito que bem entender e defender-se contra o uso incorreto. Sinceramente tenho simpatia pela filosofia de compartilhar e um pouco de desgosto pelas megacorporações…, mas acho que a troca de arquivos protegidos por direitos autorais restritivos deveriam ser gradualmente deixados de lado. Assim existe um incentivo a troca de arquivos livre, queda no lucro das corporaçòes (já que as pessoas estarão ocupando seu tempo baixando material livre), e incentivo a filosofia da cultura livre. Com isso, quem sabe os preços de produtos com direitos autorais restritivos tenham uma queda e tornem-se mais acessíveis para todos…

    Simplesmente minha incompleta opinião, por favor acrescentem idéias e sugestões, e ajudem neste dilema!

    Abraços

Os comentários estão fechados.