E ainda vai responder o processo em liberdade…

Vejam o que é uma mulher ao volante…

Cinco pessoas –sendo quatro idosas– foram atropeladas pela empresária Walterez Regina Venturini, 51, quando saíam de uma igreja em Jaú (296 km a noroeste de São Paulo), no final da tarde de terça-feira (3). Duas delas morreram na hora. Presa por homicídio culposo (sem intenção), a empresária pagou R$ 4.500 de fiança e foi solta.

Segundo a Polícia Civil, os problemas começaram quando a empresária, que dirigia uma Mitsubishi Pajero preta, bateu em um Fusca marrom que manobrava para estacionar, na Major Prado. Depois da colisão, ela saiu em alta velocidade e entrou na contramão na rua Riachuelo, onde atropelou o grupo.

Uma aposentada de 65 anos e um homem de 77 morreram na hora. O homem estava acompanhado de sua mulher, também de 77 anos, que ficou ferida. Outras duas pessoas –duas mulheres de 53 e 71 anos– também ficaram feridas. Os nomes das vítimas não foram confirmados.

Depois dos atropelamentos, a empresária fugiu sem prestar socorro e bateu em uma árvore, em um Corsa vermelho e, finalmente, na parede de um imóvel. Com o impacto, a árvore caiu sobre um Voyage branco que estava estacionado e sobre um Gol.

Presa em flagrante e liberada mediante pagamento de fiança, a empresária deverá responder processo em liberdade. O caso é investigado.

Fonte: folha online

2 comentários em “E ainda vai responder o processo em liberdade…”

  1. AFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFF
    FFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFF
    FFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFF
    FFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFF
    FFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFFF

  2. sou nora de uma da vitima fatal deste acidente em Jaú essa mulher é uma assassina e não vamos descansar enquanto não houver justiça isso não pode ficar assim estamos de luto eterno pois 3 meses depois perdemos meu sogro de tanta tristeza pela perda da minha sogra se foi ela tem que pagar pena que a lei no brasil é falha mais mesmo assim quermos justiça por que até quando vai ficar assim?
    Desabafo de uma alma machucada e clama por justiça….

Os comentários estão fechados.