Migué na Veja

Não sei se alguém já tinha visto, mas descobri que o Migué apareceu na Veja de 11 de julho, em uma reportagem sobre metabolismo:
Com o seguinte texto:

Só alguns comentários:
– Faltou completar o subtítulo ” 25 anos, biólogo e triatleta que fez o IronMan em mais tempo que o Alex”

– Os caras calcularam a taxa metabólica basal para concluir que o metabolismo dele era alto, que perda de tempo, era só perceber que ele não para de transpirar (até pela sola do pé).

– Por último, segundo a revista, o Migué tem 10% do seu corpo constituído por gordura e 90% por músculo, isso me faz entender que o Migué é uma Picanha!

6 comentários em “Migué na Veja”

  1. Achei a conclusão de que o Migué seria uma picanha meio complicada. Tudo bem, o cara tem quantidades desprezíveis de massa cefálica, mas dizer que ele não tem osso é mancada!

  2. Demais, Zé. Fui almoçar agora pouco com o dito cujo, mais o Alex e o Sinhá. A gente tava comentado dessa reportagem!!!
    Eu até ia postar… Ainda bem que vc fez primeiro!
    Ah, faltou a porcentagem de cartilagem! Só na napa vai alguns kilos.

  3. Zé, esse negócio de ser picanha é com você, que gosta de entrar no espeto.

    Essa semana, mandaram uma carta para a VEJA explicando a diferença entre 90% de músculo e 90% de massa magra. Espero que os editores da VEJA comecem a prestar mais atenção no que escrevem.

  4. Nossa, com a conclusão de que o Migué é um picanha (ou pelo menos uma costelinha) me faz pensar que na próxima vez fizermos uma trilha com ele e nos perdermos, já sei quem podemos comer quando acabar o alimento.

Os comentários estão fechados.