The Happy Endings Foundation

Eu sempre vivi num mundo cor-de-rosa e feliz. Sempre adorei tudo que tivesse finais felizes, como filmes, livros e contos. E hoje eu descobri que tem gente que pensa como eu!
Mas eles foram muuuuuuito mais longe. Não basta gostar. Tem que obrigar todo mundo a viver nesse “país dos finais felizes”

A “The Happy Endings Foundation”
foi fundada em 2000, por uma mãe que acredita que a filha ficou muito triste e deprimida depois de ler a coleção completa de “Desventuras em Série”, um livrinho superbacana em que sempre tudo dá errado (mas vale a pena ler, é bem legal -são 13 livros ao todo).
Vejam os lemas da fundação:
Erradicar os pensamentos tristes de toda a literatura
Fazer as pessoas sorrir mais frequentemente
Encorajar autores a escrever livros otimistas para as crianças
Destacar os perigos da leitura de livros tristes
Garantir a longevidade dos finais felizes.
entre outros…
Obrigar uma pessoa a ser feliz, na minha opinião, não é exatamente um “final feliz”.
Visitem o site e vejam o que eles fazem com os livros de finais tristes. Isso sim é muito triste.

Um comentário em “The Happy Endings Foundation”

Os comentários estão fechados.