Paga pau de estadunidense…

Uma coisa que eu sempre achei meio bizarro era a quantidade de gente que ficava pagando pau pros USA (também conhecidos como Estados Unidos).
Muita gente odeia o Brasil, fala mal da corrupção, da violêcia, dos hospitais, da educação e, acima de tudo, paga pau pros USA. Não vou negar que o Brasil – como qualquer outro país no mundo – possui problemas estruturais que são muito prejudiciais ao desenvolvimento do mesmo, só acho que não é produtivo ficar só reclamando.

Outra coisa me irritou, juntamente com os “paga pau dos USA”, por exemplo, é a imagem que os estadunidenses têm do Brasil. Ouvi, recentemente, o relato de uma moça que, ao entrar em um ônibus (lá nos USA), o motorista pergunta:

“Ei, você não é daqui! De onde você é?”
E a mulher responde:
“Sou do Brasil!”
E o fdp conclui:
“Ah! Do lugar onde os macacos andam nas ruas!”

Quando um estrangeiro, qualquer, vem pro Brasil, ele é bem tratado. Falam com aquele sotaque horrível e a gente se esforça pra entender e ajudar. Muitas vezes – e eu me incluo nessa – gastamos o nosso inglês (fruto do investimento que nossos pais fizeram quando pagaram aquele curso de inglês na nossa adolescência) para deixar as pessoas mais à vontade num país que não é o deles.
Quando vamos para fora – por exemplo, USA – os maledetos falam cada absurdo pra gente, não se esforçam para nos entender e ainda acham que somos idiotas. Isso sem contar aquele filme que os caras vinham pro Brasil, passear, e tinham seus órgãos roubados! Bom, se fosse verdade, antes o deles do que os nossos hehehehe.

Bom, esse post não é pra arregaçar os estadunidenses, mas – isso sim – para mostrar a quem fica “pagando pau”, seja para os USA ou qualquer outro país “desenvolvido”, que é preciso olhar para o próprio país e ver o que ele têm de bom. Também não posso negar que meu tom foi meio generalizador… existem várias pessoas nos USA que são conscientes e que não se encaixam na descrição que eu fiz.

Pra não falar que eu só estou metendo o pau nos USA, lembro também de uma amiga minha que, lá pela 8ª. série foi passar um mês na Inglaterra e um fdp perguntou pra ela:

“Ei, quantos cipós você pega para ir até a padaria?”

Infelizmente, ela ficou quieta, preferiu não responder (se fosse comigo, eu não seria tão “polite” assim).

Enfim, antes de ontem me disseram que o Michael Moore tinha feito um filme no qual ele tirava um sarro do sistema de saúde dos USA e só hoje consegui assistir. E esse videozinho que me fez escrever esse post (porque eu não curto só postar um vídeo sem ter um contexto, fica sem graça).

Divirtam-se e pensem duas vezes antes de “endeusar” outras culturas!

Até mais!

6 comentários em “Paga pau de estadunidense…”

  1. acho tosco quem paga pau pros EUA, mas tbm acho tosco os que sao contra eles, parece aquele povo do contra manja? eles sáo so pessoas, como nós.

  2. 1) Achei o filme bem legal! É meio apelativo em algumas horas, mas bem interessante!
    2) Não acho que tratamos muito bem estrangeiros. Em vários viagens que eu fiz, pude observar brasileiros tentando passar a perna em gringos, fora caso mais graves, como aqueles policiais que acidentalmente metralharam um carro deixando um turista paraplégico.
    3) Por último, concordo com o Paul, podemos ser contra a política internacional americana, ou até não gostar da cultura deles, mas eles são apenas pessoas, como em qualquer lugar do mundo.

  3. E complementando o eles são só pessoas. Já fui tratado mal por brasileiros e muito bem por alguns americanos.
    Ou seja… acho que a cultura tem algo a ver, mas a indole das pessoas conta muito mais.

  4. Devemos exaltar o que é nosso e parar de bajular os estadunidenses. O Brasil ainda têm complexo de vira-lata e não aprendeu a valorizar o que é seu. Lutou para se tornar independente de Português e depois passou a se sentir colônia da Inglaterra e agora os EUA.

Os comentários estão fechados.