My Drum Heroes: Vinnie Colaiuta

Bem, escapando um pouco de discussões evolucionistas, criacionistas, o meu post dessa semana vai para o cara, que na minha opinião, é uma das lendas vivas da bateria, Vinnie Colaiuta.
O cara é um monstro e já tocou com tudo quanto é gente, de tudo quanto é estilo músical. De Chick Corea e Herbie hancock a Ivan Lins, de Sting a Megadeth, de Djavan a Frank Zappa, de Backstreet Boys e Pussycat Dolls a Celine Dion, o cara sempre mostra sua excelente técnica e ecletismo, muitas vezes fazendo linhas de batera sutis e que complementam a música. Algumas vezes ele faz levadas mais intrincadas, mas perfeitamente no contexto, e outras vezes, principalmente nos trabalhos mais jazzistas, ele simplesmente destrói.
Vale a pena conferir o cd solo (que tem o nome dele por acaso). Um belíssimo cd de fusion, daqueles que é difícil de digerir de cara, mas com certeza, pode ser enriquecedor em termos músicais. O último vídeo aparece ele com uma banda tocando a primeira música deste CD e inclusive explicando como ele faz aquela maluqice de como a batera parece “torta” em diferentes lugares. Vale a pena perder um tempo para ver isso. O segundo vídeo mostra um clipe do sting com um tempo um tanto diferente para uma música pop.

Vinnie Colaiuta e Herbie Hancock – Parque Villa lobos – Telefonica Open Air – Cantaloupe Island (Sim, eu estava lá e vi isso…o som não está perfeito, mas já dá pra ver um pouco do que foi).

Sting – Seven Days.

Megadeth – Kick the Chair – O vídeo foi feito por um fã e o cabeludo do clipe não é ele, mas foi ele quem tocou no disco. Sim, ele sabe tocar Metal!

Um clássico: Vinnie Colaiuta, Steve Gadd e Dave Weckl no tributo a Buddie Rich.

I´m tweeked – do disco “Vinnie Colaiuta”.