Bicicletada de agosto e ciclofaixas aos domingos em São Paulo

Bicicletada

logo_monaNesta sexta-feira (28/08), assim como em todas as últimas sextas-feira do mês, acontecerá a Bicicletada de São Paulo. Basicamente é o momento em que ciclistas se encontram para andarem juntos pelas ruas e reinvidicar um trânsito mais seguro e formas de transporte urbano mais eficientes e limpas (e.g., bicicleta).

O passeio é muito sossegado, em ritmo lento, com pessoas de todas as faixas etárias e tipos. Cerca de 200 a 300 pessoas normalmente aparecem. O trajeto é sugerido e definido na hora pelos vice-líderes do movimento. Para ganhar o título de vice-líder basta comparecer.

Convite da Bicicletada de Agosto em São Paulo
Convite da Bicicletada de Agosto

Local:
Praça do Ciclista – canteiro central da Avenida Paulista, entre as ruas da Consolação e Bela Cintra – mapa.

Horário:
Concentração a partir das 18:00 e saída às 20:00.

O trajeto:
Decidido na hora, mas sempre um trajeto que seja possível para toda a massa.

Apareça e confira. Em caso de chuva, a Bicicletada está automaticamente CONFIRMADA, pois quem pedala sabe que depois da tempestade vem o ar limpo, pelo menos por algumas horas.

Panfleto bem vindo à Bicicletada.
Panfleto bem vindo à Bicicletada.

Saiba mais:

  • Bicicletada = Massa Crítica em São Paulo
  • Sexta-feira (28/08) – Sempre a ultima do mês!
  • Concentração lúdico-educativa: 18h
  • Massa Crítica para humanizar o trânsito: 20h00

Local: Praça do Ciclista

Dicas e referências

Sobre a Bicicletada

Ciclofaixas entre parques

Neste domingo (30/08) estréia o circuito de ciclofaixas ligando os parques do Ibirapuera, das Bicicletas e do Povo. As ciclofaixas “funcionarão” todos os domingos das 07h às 12h.

Esta iniciativa inédita, apesar de exclusivamente voltada para o uso da bicicleta como lazer e não meio de transporte (vide horários e dia extremamente restritos), pode ser uma experiência prática importante para a necessária adequação cicloviária da cidade de São Paulo. E quem sabe acostumar os motoristas a enxergarem e respeitarem as 300 mil bicicletas que transitam diariamente pelas ruas de SP. Vamos ver como isso irá se desenvolver.