10 comentários em “Photoshop CS5 – Absurdo!”

  1. Parece bom demais pra ser verdade.
    Saberemos se realmente presta quando for ver na tela do cpu, com imagem em alta definição.
    No youtube, tudo parece ótimo…

  2. Eu acho que é verdade…. ele não tá falando que o negócio sai perfeito. A imagem que preenche os espaços deletados ainda vai precisar de retoques. Mas de qualquer forma é impressionante a capacidade de analisar as informações ao redor da área recortada pra criar o preenchimento.
    O até o Photoshop 7 já fazia algo assim com bem menor precisão, então não parece tão absurdo que tanto tempo depois, no CS5, essa tecnologia tenha se desenvolvido tanto.

  3. Olha, não sabia, mas o GIMP já faz isso… Quem diria.

    O plugin se chama Resynthesizer e é fruto da tese de doutorado de Paul F. Harrinson, Image Texture Tools de 2005 (5 anos atrás).

    Alguns vídeos (incluindo com a mesma imagem do vídeo do CS5):

    http://www.youtube.com/watch?v=r2gonFtc1yc

    http://www.youtube.com/watch?v=xwFNR0Ew7Uo

    http://www.youtube.com/watch?v=HNCF7NJi3iU

    http://www.youtube.com/watch?v=bzs64vW3Hck

    [via Adriano Petrich]

    ps: pena que não podemos olhar o código do CS5 pra saber se ele se “inspirou” no plugin do GIMP pra criar sua funçãozinha mágica… 😛

  4. lol… pagar algumas centenas de lascas com o PS ou pagar zero pelo gimp? hum… hehehehe

    adoro ver open source FAILando inovacoes de closed source…. =D

    ok, lógico que o PS tem seus méritos, afinal ele deve ter simplificado a interfrace para o usuário que só quer “selecionar o bagulho com o pincelzinho mágico e pronto”, afinal desde quando um cara de publicidade vai ler uma teses de doutorado para entender o que todos aqueles controles fazem? o cara desiste logo que comeca a baixar os 60Mb de tese. (mas como eu sou anormal, vou ler a tese a procura de métodos estatísticos nessa história toda. haha)

  5. UPDATE:

    Markov Random Fields — rá,, sabia q tinha inversão estatística na história! =D

    ow, a tese é Beeeem legal para os interessados em como nós entendemos uma figura que olhamos. mto legal mesmo!

Os comentários estão fechados.