A balada do Peter cabeça de abóbora

O clipe da música The Ballad of Peter Pumpkinhead, versão do Crash test dummies, faz parte da trilha sonora do filme Débi e Lóide. A versão original é da banda XTC e pode ser vista no link: XTC – The Ballad of Peter Pumpkinhead. Mas o que acho mais curioso nessa música é a letra, que conta a história de um tal Peter… ele alimentou os famintos e deu abrigo aos pobres, mostrou para o Vaticano para que serve o dinheiro, mas fez muitos inimigos e por isso foi crucificado. No clipe do original da banda XTC, as referências a John Kennedy e Jesus Cristo, são claras, mas achei bem divertido o conceito do cabeça de abóbora no clipe do Crash Test Dummies que você pode ver a seguir.

Peter Pumpkinhead came to town

Spreading wisdom and cash around

Fed the starving and housed the poor

Showed the Vatican what gold's for

But he made too many enemies

Of the people who would keep us on our knees

Hooray for Peter Pumpkin

Who'll pray for Peter Pumpkinhead?

Peter Pumpkinhead brought to shame

Governments who would slur his name

Lusts and sex scandals failed outright

Peter merely said, "Any kind of love is all right"

But he made too many enemies

Of the people who would keep us on our knees

Hooray for Peter Pumpkin

Who'll pray for Peter Pumpkinhead?

Peter Pumpkinhead was too good

Had him nailed to a chunk of wood

He died grinning on live TV

Hanging there he looked a lot like you, and an awful lot like me!

But he made too many enemies

Of the people who would keep us on our knees

Hooray for Peter Pumpkin

Who'll pray for Peter Pumpkinhead?

Hooray for Peter Pumpkin

Who'll pray for Peter Pumpkin?

Hooray for Peter Pumpkinhead

Oh my, oh my, don't it make you want to cry, oh 

Não deixe de ver o clipe original do XTC. De acordo com a Wikipedia, o autor das letras não pensava em nenhuma pessoa especificamente quando compôs a canção, mas fez uma referência aos personagens e suas vidas como um todo. Já o Peter Pumpkinhead apareceu porque a canção foi escrita em época de Dia das Bruxas. O autor passava todos os dias pela abóbora esculpida que se decompunha na cerca do seu jardim e, sentindo pena daquele ser, resolveu escrever uma canção sobre ele. Músico é tudo muito loco!

Posted via email from andrekanamura