Arquivo da tag: bicicleta

Copenhagen wheel

Copenhagen Wheel

A Copenhagen wheel é uma tranqueira eletrônica que promete ser o novo símbolo da mobilidade urbana (sic). Criado pelo Senseable City Lab da MIT (Massachusetts Institute of Technology) a copenhagen wheel consegue armazenar a energia quando o ciclista freia a bicicleta e a armazena para quando precisar de uma forçinha, uma tecnologia parecida com os KERS (Kinetic energy recovery system) da Fórmula 1, admito que só descobri agora o que são os malditos KERS que tanto falam. Além do empurrãozinho nas subidas mais difíceis, a roda também se conecta à outra tranqueira tecnológica e fornece informações importantes aos ciclistas como as condições das ruas e do ambiente. Assista ao vídeo abaixo para uma apresentação mais visual.

Parece um ótimo incentivo ao uso das bikes, já que vc até pode instalar na sua própria bike… Mesmo assim deve ser um negócio caro. Além disso, esse papo de usar seu IPhone  pra receber dados das ruas e do ambiente são coisa de outra realidade. Aqui no Brasil ainda estamos muito longe disso… aíphode! De qualquer forma, achei o negócio bem bacana! Espero que funcione e que o projeto vá pra frente!
Mais informações no site Copenhagen Wheel
[vi na Folha Informática, no jornal mesmo então não tem link]

Dia Mundial Sem Carro 2009

DiaMundialSemCarroÉ amanhã!

Você consegue viver um dia sem carro? O Dia Mundial Sem Carro é uma oportunidade para descobrir novas formas de se locomover na cidade. Aproveite para re-pensar seu trajeto diário a pé, de ônibus, de bicicleta… Motivos não faltam. A dependência do carro gera problemas bastante concretos para as pessoas, e que atingem dimensões grotescas numa cidade grande como São Paulo.

Os congestionamentos geram isolamento e estresse, emperram o transporte público, são um grande desperdício de tempo e dinheiro e liberam toneladas de poluentes. Os últimos causam mais prejuízos para nossa saúde e bolso. A violência motorizada mata no susto o atropelado enquanto envenena metodicamente nossas vias respiratórias. E isso afeta todos nós, motorizados ou não.

Enfim, é um dia de reflexão (e ação). Para animar, segue o resultado do último desafio intermodal que aconteceu em São Paulo na última quinta-feira (diversos modais de transporte – a pé, de bicicleta, moto, carro – saem da mesma origem e vão para um mesmo destino, na hora do rush). Detaques para a bicicleta que ganhou do helicóptero e para o pedestre andando que chegou apenas 10 minutos depois do carro.

Veja os detalhes no CicloBr.

intermodal

Quando estiver preso no próximo congestionamento lembre-se, você é o trânsito.

Comunidade do Dia Mundial Sem Carro.

Programação (fonte)

22/9, terça-feira, Dia Mundial Sem Carro
Das 7h às 19h, “Vaga Viva” (esquina da R. Padre João Manoel e Av. Paulista, ao lado do Conjunto Nacional) – transformação de espaços de estacionamento na rua em local de convivência e práticas lúdicas. transformação de espaços de estacionamento na rua em local de convivência e práticas lúdicas. A atividade contará com a participação da Campanha TicTac, que alerta sobre os efeitos das mudanças climáticas.

A partir das 9h, marginal do Rio Tietê, na altura da Ponte das Bandeiras, “Praia do Tietê” – Atividade promovida pela Fundação SOS Mata Atlântica que pretende reunir 200 pessoas para encenar uma manhã de lazer, com caminhada, jogos e até espaço para banho de sol na “praia do Tietê” . O cenário contará com esteiras, cadeiras de praia e guarda-sol. O objetivo é imaginar uma cidade com rios limpos, revitalizados, atraentes para a população. O evento será transmitido, ao vivo, pela Rádio Eldorado. Informações em www.sosma.org.br.

A partir das 9h, Panfletagem (ponto de encontro na Vaga Viva, R. Padre João Manoel, entre a Av. Paulista e a Alameda Santos, ao lado do Conjunto Nacional) – Distribuição do Manifesto por um ar mais impo e em favor da mobilidade urbana em São Paulo – com máscaras anti-poluição, participantes distribuirão um manifesto, inédito, assinado por diversas organizações, que alerta sobre os impactos da poluição veicular na saúde e pública e no aquecimento global e sobre a urgência de medidas que estimulem a mobilidade sustentável.

Inscrições para as atividades pelo e-mail gabriela@isps.org.br.

Das 10h às14h, Pegue Carona nessa Ideia (Sesc Carmo) – Intervenções artísticas de uma trupe de palhaços que percorrerá diferentes ruas do centro de São Paulo, com
distribuição de material informativo e ações interativas. Os atores terão a missão de sensibilizar as pessoas sobre a importância de mudar e criar hábitos saudáveis, como caminhar e andar de bicicleta. Roteiro: SESC Carmo, Praça Poupatempo, Pça da Sé, Rua XV de Novembro, Pça Antonio Prado, Rua São Bento e Lgo São Bento, Líbero Badaró, Viaduto do
Chá, R. 24 de Maio, Av. Ipiranga, Barão de Itapetininga, Viaduto do Chá, Praça Pratriarca, Rua Direita, Praça da Sé e Rua do Carmo. Com Os Sustentáveis – Agentes de Transição. Grátis.

Das 11h às 17h, Pedalando no calçadão (Sesc Osasco)
Vivência físico-esportiva com triciclos que pretende estimular o uso da bicicleta como opção de transporte e atividade física. No Calçadão do Osasco Plaza Shopping, localizado na Rua Tenente Avelar Pires de Azevedo, Nº 81. Grátis.

Das 10h às 22h, Pedale no tempo (Sesc Osasco) – Exposição que vai até 12/10, aberta de segunda-feira a domingo – vai mostrar diversos modelos de bicicletas que rodaram entre as décadas de 1940 e 1990, e que ainda hoje permeiam o imaginário de muitas pessoas. Mostrando um pouco da
história e da contribuição que este veículo trouxe para o desenvolvimento da nossa sociedade, na área do lazer e transporte, e mais recentemente para a melhoria da qualidade do ar. Essa exposição faz parte do acervo da São Paulo Hawks. Na Praça de Eventos do Osasco Plaza Shopping, localizado na Rua Tenente Avelar Pires de Azevedo, Nº81. Grátis.

A partir das 18h, BICICLETADA do Dia Mundial Sem Carro – A Bicicletada é um movimento que existe no Brasil e em Portugal e tem o objetivo de divulgar, estimular, promover e criar condições favoráveis para o uso da bicicleta como meio de transporte. A saída será na Praça do Ciclista (Av. Paulista com Av. Consolação).

Das 18h às 20h30, Os autoólicos anônimos (Sesc Santana)-Intervenção artística que tem como objetivo sensibilizar a população para o uso consciente do automóvel e mostrar alternativas de transporte na cidade de São Paulo. Com Cia Dona Conceição. Vários espaços da unidade. Grátis.

Bicicletas em São Paulo

Post com co-autoria da Ju!

biciplacaUsar a bicicleta como meio de transporte em São Paulo é perfeitamente possível. Porém, não é uma tarefa trivial como deveria ser. Depende muito do trajeto que você fizer. Alguns são bem tranquilos, outros podem ter lugares mais difíceis ou perigosos. Para se virar bem no trânsito e correr menos riscos é necessário um pouco de prática e, infelizmente, às vezes uma dose de sangue frio. O primeiro passo é conhecer os direitos e deveres dos ciclistas no trânsito. O Código de Trânsito Brasileiro reconhece oficialmente a bicicleta como um veículo de transporte de propulsão humana (não-motorizado) e dispõe uma série de regulamentações; veja um bom resumo comentado dos artigos relacionados com bicicletas. O ciclista, por exemplo, deve andar na via pelo sentido correto e nunca trafegar pela calçada, a não ser quando orientado por um agente de trânsito; lembrando que o pedestre tem prioridade sobre o ciclista. O deslocamento deve ser feito por um dos bordos da via (direito ou esquerdo) e o ciclista deve respeitar a sinalização de trânsito, incluindo semáforos! Por sua vez as bicicletas têm total preferência sobre veículos motorizados. Estes devem dar passagem para os ciclistas e quando forem ultrapassá-los manter uma distância lateral segura, que no caso é 1,5 m. Além disso, os carros devem reduzir a velocidade ao ultrapassar um ciclista.

Continue lendo Bicicletas em São Paulo

Bicicletada de agosto e ciclofaixas aos domingos em São Paulo

Bicicletada

logo_monaNesta sexta-feira (28/08), assim como em todas as últimas sextas-feira do mês, acontecerá a Bicicletada de São Paulo. Basicamente é o momento em que ciclistas se encontram para andarem juntos pelas ruas e reinvidicar um trânsito mais seguro e formas de transporte urbano mais eficientes e limpas (e.g., bicicleta).

O passeio é muito sossegado, em ritmo lento, com pessoas de todas as faixas etárias e tipos. Cerca de 200 a 300 pessoas normalmente aparecem. O trajeto é sugerido e definido na hora pelos vice-líderes do movimento. Para ganhar o título de vice-líder basta comparecer.

Convite da Bicicletada de Agosto em São Paulo
Convite da Bicicletada de Agosto

Local:
Praça do Ciclista – canteiro central da Avenida Paulista, entre as ruas da Consolação e Bela Cintra – mapa.

Horário:
Concentração a partir das 18:00 e saída às 20:00.

O trajeto:
Decidido na hora, mas sempre um trajeto que seja possível para toda a massa.

Apareça e confira. Em caso de chuva, a Bicicletada está automaticamente CONFIRMADA, pois quem pedala sabe que depois da tempestade vem o ar limpo, pelo menos por algumas horas.

Panfleto bem vindo à Bicicletada.
Panfleto bem vindo à Bicicletada.

Saiba mais:

  • Bicicletada = Massa Crítica em São Paulo
  • Sexta-feira (28/08) – Sempre a ultima do mês!
  • Concentração lúdico-educativa: 18h
  • Massa Crítica para humanizar o trânsito: 20h00

Local: Praça do Ciclista

Dicas e referências

Sobre a Bicicletada

Ciclofaixas entre parques

Neste domingo (30/08) estréia o circuito de ciclofaixas ligando os parques do Ibirapuera, das Bicicletas e do Povo. As ciclofaixas “funcionarão” todos os domingos das 07h às 12h.

Esta iniciativa inédita, apesar de exclusivamente voltada para o uso da bicicleta como lazer e não meio de transporte (vide horários e dia extremamente restritos), pode ser uma experiência prática importante para a necessária adequação cicloviária da cidade de São Paulo. E quem sabe acostumar os motoristas a enxergarem e respeitarem as 300 mil bicicletas que transitam diariamente pelas ruas de SP. Vamos ver como isso irá se desenvolver.

Peladada na Paulista

Olha… Só porque comentei no post do Nelas sobre a pedalada noturna, chegou o momento do meu estilo de passeio ciclistico.

No próximo sábado, teremos o World Naked Bike Ride. O texto explicativo segue abaixo:

2578354world_naked_bike_ride_2008_eu_na_web_224_299

Dia 14 acontece novamente a Pedalada Pelada na av. Paulista. Organizada pelo movimento Bicicletada, este passeio-protesto é para alertar os motoristas que os ciclistas se sentem nus diante dos carros nas ruas das cidades.

O movimento World Naked Bike Ride surgiu na Europa com esta intenção. Alertar para a vulnerabilidade dos ciclistas. Este ano, o calendário no hemisfério sul foi antecipado para o verão, como acontece no norte. A regra é: nudez de acordo com sua vontade ou ousadia. Todos podem participar, mesmo vestidos. O que vale é fazer o alerta.

Ano passado, o passeio acabou em confusão com a prisão de um participante que ousou ficar nu por completo. Depois de ser levado para a delegacia, foi solto sob o coro dos outros participantes que pediam para o delegado soltar o “peladão”.

Para apoiar o movimento, basta aparecer a partir das 12h do 14 na pça. do Ciclista, av. Paulista 2.400, perto da Consolação.

E ai? Eu vou… Quem mais vai?